FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba manifesta seu repúdio e indignação com a atitude de um grupo de eleitores do presidente Jair Bolsonaro (PL) que hostilizou e ameaçou nesta quinta-feira, 3, dois profissionais de imprensa em pleno exercício de suas funções. Os manifestantes têm mantido seus atos antidemocráticos em frente ao Grupamento de Engenharia na avenida Epitácio Pessoa e lá têm feito provocações a motoristas que trafeguem com adesivos do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O repórter da TV Correio (afiliada da Rede Record), Oscar Xavier, e o cinegrafista, Isael Alves, foram hostilizados pelos bolsonaristas que queriam controlar o que ele iria dizer e até exigiam ser entrevistados. Além disso, outros militantes filmavam o jornalista numa clara tentativa de intimidação, enquanto outros gritavam ao lado dos profissionais de imprensa, atrapalhando qualquer tentativa de produção de conteúdo.

Oscar e Isael tiveram que se posicionar longe do local de concentração do ato antidemocrático para conseguirem cumprir o trabalho e concluir a pauta que lhes havia sido dada. E tudo isso sob o olhar da Polícia Militar que mesmo estando no local não agiu para impedir as intimidações aos dois profissionais de comunicação.

Diante da ilegalidade dos atos antidemocráticos, inaceitáveis em uma eleição limpa, e também do comportamento agressivo e intolerante dos militantes bolsonaristas, o Sindicato dos Jornalista se solidariza a Oscar e Isael, tolhidos do direito fundamental de exercerem suas atividades profissionais e constrangidos publicamente por um grupo que simplesmente não aceita perder uma eleição. Tão grave quanto o fato foi a inércia da Polícia Militar, o que ensejará uma cobrança pública de providências por parte deste Sindicato ao Comando Geral da PM, à secretaria de Comunicação Institucional e à Secretaria de Segurança da Paraíba.

A integridade e o livre exercício do jornalismo precisam ser assegurados e disto esse Sindicato fará uma defesa intransigente.

Abaixo a censura, a intimidação e a tentativa de interferência sobre a imprensa livre paraibana.

A DIRETORIA