17 de maio

Dia Internacional de Combate à LGBTQIAfobia

E esse é o papel do Jornalismo e das/os jornalistas. Inclusive, destacado no Código de Ética da categoria

Falar de LGBTQIAfobia não é apenas se atentar à representatividade no âmbito midiático, onde houve um avanço significativo, mas sobretudo falar de políticas públicas.

É fundamental, portanto, se questionar sobre o que se tem feito, a curto e longo prazo, para assegurar que os direitos dessa camada da população sejam cumpridos de forma digna e assertiva.

E esse é o papel do Jornalismo e das/os jornalistas. Inclusive, destacado no Código de Ética da categoria. É dever da/o profissional “combater a prática de perseguição ou discriminação por motivos sociais, econômicos, políticos, religiosos, de gênero, raciais, de orientação sexual, condição física ou mental, ou de qualquer outra natureza.”

Sigamos fazendo do Jornalismo um instrumento de cidadania e respeito às diferentes manifestações de gênero e sexualidade.

🏳️‍🌈🏳️‍🌈🏳️‍🌈

#LGBTfobiaÉCrime #NãoÀLGBTQIAfobia
#17mcontralgbtifobia